Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Agosto de 2018 - edição 08/2018

 ANS abre consulta pública para atualizar Programa de Acreditação de Operadoras

31/08/2018 - Sociedade poderá opinar sobre o programa, que incentiva a eficiência das operadoras de planos de saúde

ANS autoriza portabilidade extraordinária para beneficiários de três operadoras

31/08/2018 - O prazo para a mudança de operadora é de 60 dias contados a partir da publicação no Diário Oficial

ANS e contratantes debatem planos de saúde coletivos

31/08/2018 - Evento ocorreu em 30/08 e reuniu mais de 100 pessoas no Rio de Janeiro

Rogério Scarabel toma posse como diretor da ANS

31/08/2018 - Ato ocorreu em 29/8, após sanção presidencial 

Evento sobre contratação de planos coletivos

30/08/2018 - Encontro aconteceu em 30/8 e foi transmitido por Periscope

Análise de Impacto Regulatório e Governança Pública

28/08/2018 - Vídeos explicativos dão orientações e esclarecem conceitos relativos aos temas

 491ª reunião da Diretoria Colegiada

27/08/2018 - Encontro aconteceu em 27/08, a partir das 14h

Prorrogada consulta pública sobre o processo de revisão do Rol de Procedimentos

17/08/2018 - Sociedade ganhou mais 30 dias para o envio de contribuições

Consulta pública sobre Fator de Qualidade encerrada em 17/08

16/08/2018 - Objetivo foi propor mudanças nas regras, incluindo alteração dos critérios para aplicação do indicador

 Feriado em Fortaleza, Belém e Belo Horizonte

10/08/2018 - No dia 15/8 não houve expediente nos Núcleos da ANS nesses municípios

Concedida portabilidade para beneficiários da WS administradora

06/08/2018 - Clientes podem trocar de operadora sem cumprir carência; prazo para a mudança é de até 60 dias

Prorrogada portabilidade para beneficiários da Unimed Estâncias Paulistas

06/08/2018 - Clientes da operadora ganharam mais 60 dias para migrar de plano de saúde sem cumprir novas carências

Audiência pública sobre coparticipação e franquia

03/08/2018 - Confira a data e saiba como foi possível se inscrever para participar da atividade

 

 

Acompanhe www.ans.gov.br e mantenha-se informado sobre as realizações mais recentes da Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Solenidade de Formatura do Curso de Nutrição da Universidade Federal do Pará

 

No último dia 27/04 aconteceu no Auditório do Instituto de Ciências Jurídicas mais uma Solenidade de Formatura do Curso de Nutrição da Universidade Federal do Pará. A sessão de outorga do grau do curso contou com a presença do Conselho Regional de Nutricionista da 7ª Região, representado pela Vice-Presidente Maria Emília Machado. Na oportunidade a Conselheira, em seu discurso, enfatizou a importância do CRN-7 no processo de fiscalização; e também, orientou os novos nutricionistas quanto a exercer a profissão de forma ética e com moralidade. Por fim, parabenizou a todos os colandos e enfatizou a parceria da Universidade Federal do Pará com o CRN-7 referente ao “Projeto Nutricionista Formado e Habilitado Já”, que visa à qualidade dos serviços prestados pelos nutricionistas e a rápida inserção.

LEIA MAIS

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nutricionista Formado e Habilitado Já - UFPA       

No último dia 22/03 aconteceu no Auditório Benedito Nunes mais uma Solenidade de Formatura do Curso de Nutrição da Universidade Federal do Pará. A sessão de outorga do grau do curso contou com a presença do Conselho Regional de Nutricionista da 7ª Região, representado pela Vice Presidente Maria Emília Machado. Na oportunidade a Conselheira parabenizou os novos nutricionistas e enfatizou a parceria da Universidade Federal do Pará com o CRN-7 referente ao “Projeto Nutricionista Formado e Habilitado Já”, que visa à qualidade dos serviços prestados pelos nutricionistas e a rápida inserção dos recém-formados no mercado de trabalho.

LEIA MAIS

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Faculdade Estácio de Sá       

O Conselho Regional de Nutricionistas da 7ª Região entregou Carteiras de Identidade Profissional a 16 concluintes do curso de Nutrição da Faculdade Estácio de Sá, em Manaus, durante a solenidade de formatura realizada no dia 03/09/16, que teve como nome de turma a Profa Bianca Languer Vargas.

A instituição de Ensino está inserida no Projeto do CRN-7, intitulado “Profissional Formado e Habilitado Já”, que possibilita a entrega da identidade profissional aos concluintes de Nutrição no mesmo dia da formatura.

A Conselheira Nilda Pamplona esteve presente no evento entregando as carteiras profissionais, ao seu lado a Coordenadora do Curso de Nutrição, à nutricionista Flávia Amaro.

 

Receberam a identidade profissional os seguintes nutricionistas:

LEIA MAIS

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Dias 4 e 5 de abril, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) vai realizar a 21ª Plenária Nacional de Conselhos de Saúde, Entidades e Movimentos Sociais e Populares, em Brasília. Mais de mil participantes devem participar do evento, que vai debater os rumos do Sistema Único de Saúde no Brasil (SUS) e a 16ª Conferência Nacional de Saúde, agendada para 2019.

A plenária acontecerá dentro da programação da Semana da Saúde 2018, uma grande mobilização nacional com ações marcadas para ocorrer entre 2 e 8 de abril com o objetivo de valorizar o SUS e fortalecer a luta contra os retrocessos recentes nas políticas de saúde. Será um momento de luta e de celebração ao Dia Mundial da Saúde, comemorado em 7 de abril.

A atividade será preparatória para 16ª Conferência Nacional de Saúde, que vai trazer o tema: “Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação e Financiamento do SUS”. Os interessados em participar da 21ª Plenária deverão se inscrever até 25 de março. As despesas com passagem e hospedagem devem ser custeadas por suas respectivas entidades.

Inscrições: http://formsus.datasus.gov.br/site/formulario.php?id_aplicacao=37499

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Todo mercado se adapta para atender a algum desejo de consumo. A premissa econômica é simples e objetiva: quando há procura, também há demanda. Recentemente, o Brasil viu aumentar– e muito – a busca por alimentos naturais. Um estudo da agência Euromonitor International, de 2017, indicou que nos cinco anos anteriores, o segmento de alimentos e bebidas saudáveis cresceu 12,3% ao ano, em média. Mesmo enquanto passavam por uma crise intensa, muitos brasileiros mudaram padrões de consumo de alimentos para aderir a um estilo de vida mais saudável. Se antes a maior parte da população não pensava em incluir alimentos naturais na rotina ou era resistente à ideia, agora o consumo de produtos menos industrializados e mais saudáveis vem crescendo cada vez mais. Em 2016, foram R$ 93,6 bilhões em vendas no país.

Grãos, cereais e sementes como quinoa, arroz integral, aveia e linhaça deixaram de ser considerados “comida de passarinho” e hoje passam a integrar o cardápio de mais pessoas. Antes, o consumo era feito principalmente por um público com maior poder aquisitivo, mas a difusão desses alimentos e a alta da oferta tem estimulado o surgimento de lojas de produtos naturais também em bairros mais populares. O resultado tem sido animador. Mesmo em regiões onde a média do poder aquisitivo é mais baixa, o interesse do público por se alimentar bem tem aumentado. O Brasil ainda está longe do patamar ideal, mas já começou a percorrer um caminho necessário.

Para alguns, essa vontade de comer bem pode parecer apenas um modismo momentâneo. Mas tudo indica que a tendência deve se fortalecer nos próximos anos. Em muitos países, a busca pela alimentação saudável segue firme e forte e produtos orgânicos e nutritivos ocupam cada vez mais espaço nas prateleiras de supermercados. E se o que pega lá fora não tarda para estourar por aqui, tudo indica que o mercado saudável deve continuar a prosperar. A projeção da pesquisa da é de que o setor continue acelerado no Brasil. E os benefícios desse avanço são imensos e unânimes. Com a população se alimentando melhor, abrindo mão de produtos industrializados e cheios de conservantes nocivos à saúde e inserindo no cardápio comida “de verdade”, de alto valor nutricional, a tendência é que a saúde do brasileiro também melhore. Um estudo global indica que uma em cada cinco mortes estão relacionadas a problemas na dieta, como obesidade, hipertensão e diabetes. Isso significa que promover a alimentação saudável é também uma forma de melhorar a saúde no país.

A boa notícia é que o estudo The Top 10 Consumer Trends for 2017, também da Euromonitor, reforçou a tendência das pessoas de buscarem alimentos mais saudáveis. Cerca de 79% dos participantes (globais) dizem substituir alimentos “convencionais” por versões mais nutritivas. Com essa prática se tornando um hábito, é natural que o mercado responda com o surgimento de mais e mais lojas de produtos naturais e orgânicos para atender a demanda.

Os indícios desse mercado promissor foram comprovados pelos números. No auge da crise, as empresas focadas em produzir e distribuir produtos com baixo teor de açúcar, sódio, gordura e conservantes se mantiveram inabaláveis, expandindo gradualmente. Com a economia se restabelecendo, tudo indica que lojas de produtos naturais deixem de existir apenas nos grandes centros urbanos, se espalhando também por cidades melhores até serem cada vez mais comuns no país.

 

Disponível em: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/especial-publicitario/cia-da-saude/noticia/mercado-de-alimentos-naturais-continua-acrescer-no-brasil.ghtml

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

É preciso ficar atento ao sobrepeso e obesidade, fatores que preocupam a saúde pública no país, mas tomar drogas para emagrecer não resolverá o problema. Mais da metade da população adulta brasileira tem hoje excesso de peso, o que aumenta a prevalência de doenças crônicas associadas à obesidade, como diabetes e hipertensão. E muita gente também se preocupa com isso, buscando um peso mais saudável. Porém, algumas pessoas não seguem o caminho correto, que é a mudança de hábitos alimentares e prática de atividade física, escolhendo remédios para emagrecer como uma solução rápida.

A data 20 de fevereiro é celebrada como o Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo, e o portal Saúde Brasil aproveita para dar esse alerta. Em primeiro lugar é preciso que se saiba, a droga não é apenas aquela ilícita, como maconha e cocaína. Existem também as drogas lícitas, ou seja, que são comercializadas legalmente, como é o caso do cigarro e dos remédios. E por falta de paciência e informação, há quem procure os remédios para acelerar o emagrecimento.

A obesidade se instala de forma lenta e progressiva no organismo das pessoas. Como? Pelo acúmulo de depósitos de gordura. Normalmente é associada a uma ingestão calórica excessiva e à baixa atividade física. E se a

gordura acumulada demora a aparecer, ela não sumirá num passe de mágica. O tratamento para chegar ao peso saudável exige tempo, paciência e acompanhamento profissional para a obtenção de resultados que serão permanentes e que não comprometam a saúde como um todo.

Os chamados “remédios para emagrecer” aparecem como uma solução rápida e fácil para o problema, mas é preciso saber que o uso deles pode gerar consequências indesejáveis. Como todo medicamento, os utilizados no tratamento da obesidade também devem ter a indicação e a supervisão de um profissional especializado, não devendo ser usados indiscriminadamente, mesmo porque o tratamento medicamentoso da obesidade somente é recomendado em casos especiais como, por exemplo, quando a obesidade está associada a outras doenças (hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, diabetes, colesterol elevado). Ainda assim, os resultados só serão satisfatórios se houver a associação do medicamento com planejamento alimentar e atividade física.

Perigo

Os medicamentos associados ao emagrecimento transmitem a falsa ideia de serem “naturais” e inofensivas ao organismo, mas trazem componentes como anfetaminas, diuréticos, laxativos, ansiolíticos (para diminuir a ansiedade) e hormônios da tireóide. Ou seja, eles podem atuar em setores do seu organismo que não precisam de cuidados, gerando problemas futuros.

Os medicamentos que auxiliam no emagrecimento porque diminuem o apetite ou aumentam a sensação de saciedade, por exemplo, só podem ser usados com indicação médica, mesmo porque, na maioria das vezes, agem de maneira diferente em cada pessoa. Em alguns casos, os remédios podem aumentar a pressão e os batimentos do coração.

O uso de medicamentos controlados para emagrecer acarreta outros problemas. Alguns deles, justamente por serem controlados, podem causar dependência. Outros podem perder a eficácia, uma vez que o indivíduo desenvolve uma tolerância à fórmula – embora a chance do aparecimento de efeitos colaterais continue. A complacência também é uma enorme pedra no caminho, pois quem toma esse tipo de medicamento acredita que pode continuar comendo de tudo, em grandes quantidades, e não faz atividades físicas.

Quem precisa voltar a ter peso saudável tem de saber: não existe fórmula mágica. Para alcançar os resultados desejados é necessário acompanhamento profissional. São eles que explicarão como mudar a rotina de alimentação e atividade física. Além disso, lembre-se de ter paciência e comprometimento.

 

Fonte: Saúde Brasil

Sede CRN7

Avenida Generalíssimo Deodoro - 1978 Cremação, Belém - PA, 66040-255
Fones: 91 32410412 / 91 32225544 / 91 32302949
E-mail: contato@crn7.org.br
Horário de Funcionamento: Seg-Sex 08h:00 às 17h:00

Delegacia em Manaus - AM

Rua 24 de Maio Ed. Rio Negro Center Sala nº 906 Centro - CEP 69010-080 Manaus - Amazonas
Contatos: (92) 32341686 / delegaciaam@crn7.org.br
Horário de Funcionamento: Seg-Sex 08h:00 às 17h:00

Contato

captcharefresh
Copyright ©2018 Conselho Regional de Nutricionistas 7ªRegião. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido pelo Setor de Tecnologia da Informação - CRN7.

Pesquisar no Site