Entenda as categorias dos alimentos para uma vida mais saudável


Você está em - Home - Avisos - Entenda as categorias dos alimentos para uma vida mais saudável

 

Entenda as categorias dos alimentos para uma vida mais saudável

 

O que o Guia Alimentar para a População explica é que existe um grau de processamento dos alimentos e é pensando nisso que você pode começar a escolher melhor o que comer no seu dia a dia e consequentemente, ter mais saúde com a mudança de hábito. São 4 as categorias de alimentos definidas no Guia Alimentar. Depois de aprender a identificar quais são elas você vai entender sobre uma regra de ouro que vai ajudar a organizar a sua rotina alimentar e a da sua família. Os níveis são divididos em:

 

1. Alimentos in natura ou minimamente processados:

Os alimentos in natura são aqueles obtidos diretamente de plantas ou de animais (como folhas e frutos ou ovos e leite) e adquiridos para consumo sem que tenham sofrido qualquer alteração após deixarem a natureza. Os alimentos minimamente processados são alimentos in natura que, antes de sua aquisição, foram submetidos a alterações mínimas. Exemplos incluem grãos secos, polidos e empacotados ou moídos na forma de farinhas, raízes e tubérculos lavados, cortes de carne resfriados ou congelados e leite pasteurizado.

 

2. Produtos extraídos de alimentos in natura ou diretamente da natureza e usados pelas pessoas para temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias.

Exemplos desses produtos são: óleos, gorduras, açúcar e sal.

 

3. Alimentos processados:

fabricados essencialmente com a adição de sal ou açúcar a um alimento in natura ou minimamente processado, como legumes em conserva, frutas em calda, queijos e pães. 4. Alimentos ultraprocessados: alimentos que passaram por diversas etapas e técnicas de processamento. Exemplos incluem refrigerantes, biscoitos recheados, “salgadinhos de pacote” e “macarrão instantâneo”.

 

 

Saiba agora como aplicar esse conhecimento sobre as categorias dos alimentos Faça de alimentos in natura ou minimamente processados a base de sua alimentação. Alimentos in natura ou minimamente processados em grande variedade e predominantemente de origem vegetal são a base de uma alimentação nutricionalmente balanceada, saborosa, culturalmente apropriada e promotora de um sistema alimentar socialmente e ambientalmente sustentável. Utilize óleos, gordura, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias.

 

Desde que utilizados com moderação em preparações culinárias com base em alimentos in natura ou minimamente processados, óleos, gorduras, sal e açúcar contribuem para diversificar e tornar mais saborosa a alimentação sem torna-la nutricionalmente desbalanceada. Limite o uso de alimentos processados, consumindo-os em pequenas quantidades, como ingredientes de preparações culinárias ou como parte de refeições baseadas em alimentos in natura ou minimamente processados.

 

Os ingrediente e métodos utilizados usados na fabricação de alimentos ultraprocessados – como conservas de legumes, compotas de frutas, queijos e pães – alteram de modo desfavorável a composição nutricional dos alimentos Evite alimentos ultraprocessados! Alimentos ultraprocessados como biscoitos recheados, “salgadinhos de pacote”, refrigerantes e “macarrão instantâneo” são nutricionalmente desbalanceados. Por conta da formulação e apresentação esses produtos tendem a ser consumidos em excesso e a substituir alimentos in natura ou minimamente processados. Por isso, afetam de modo desfavorável a cultura, a vida social e o meio ambiente.

 

Regra de Ouro

Prefira sempre alimentos in natura ou minimamente processados e preparações culinárias a alimentos ultraprocessados. Opte por água, leite e frutas no lugar de refrigerantes, bebidas lácteas e biscoitos recheados; Não troque a comida feita na hora (caldos, sopas, saladas, molhos, arroz e feijão, macarronada, refogados de legumes e verduras, farofas, tortas) por produtos que dispensam preparação culinária (Sopas de pacote, macarrão instantâneo, pratos congelados prontos para aquecer, sanduíches, frios e embutidos, maioneses e molhos industrializados, misturas prontas para tortas) e fique com sobremesas caseiras, dispensando as industrializadas. Com essas recomendações gerais que orientam a escolha dos alimentos, você terá uma alimentação nutricionalmente balanceada, saborosa e culturalmente apropriada.

 

Fonte: Texto resumido e extraído do Blog da Saúde/Ministério da Saúde